UOL Notícias Notícias
 
28/06/2010 - 14h32 / Atualizada 28/06/2010 - 14h32

Morre senador com mais tempo de exercício na história dos EUA

WASHINGTON, 28 Jun 2010 (AFP) -O senador democrata Robert Byrd, o político com mais tempo de serviço no Congresso americano, morreu aos 92 anos, anunciou seu porta-voz nesta segunda-feira.

Robert Byrd - que quando jovem foi membro da Ku Klux Klan e recentemente apoiou a campanha presidencial de Barack Obama - era o decano do Congresso, onde permaneceu quase 57 anos.

"Lamento informar que a família do senador americano Robert C. Byrd tristemente anunciou a morte do congressista com mais anos de exercício na história dos Estados Unidos", informou o porta-voz Mark Ferrell em um comunicado.

O senador democrata, que serviu durante o mandato de 12 presidentes, morreu aproximadamente às 03h00 locais no hospital Inova Fairfax, completou o porta-voz, que assegurou que haverá "mais detalhes" sobre a morte durante o dia.

O senador pela Virgínia Ocidental (leste dos EUA) tinha sido hospitalizado nas imediações de Washington durante o fim de semana por um problema de desidratação e esgotamento, anunciou no domingo seu gabinete.

Byrd, um idoso de cabelo branco que se deslocava em cadeira de rodas, já tinha enfrentado diversos problemas de saúde no ano passado.

Em novembro, converteu-se no legislador com mais tempo de exercício do Congresso, ao completar 20.774 dias de serviço em quase 57 anos de carreira política, recebendo uma homenagem no Senado.

Quando foi nomeado senador em 1959 já tinha passado pela Câmara dos Representantes, onde entrou em janeiro de 1953, quando o presidente Harry Truman deixava as chaves da Casa Branca nas mãos de Dwight Eisenhower, e nove anos antes do nascimento do atual presidente Barack Obama.

Nos últimos anos, Byrd destacou-se por sua oposição à invasão do Iraque e ao envio de mais tropas americanas ao Afeganistão.

Robert Byrd, um dos apoiadores de Obama durante a campanha presidencial de 2008, deu durante sua carreira diversas amostras de sua capacidade de adaptação a novas conjunturas políticas e sociais nos Estados Unidos.

Nos últimos anos, expressou diversas vezes seu arrependimento por sua passagem pelo grupo racista Ku Klux Klan e por ter participado de uma manobra parlamentar para atrasar a lei sobre os direitos civis de 1964.

Byrd, que nunca perdeu uma eleição, tinha ocupado diversos dos mais destacados cargos do Senado. Em várias ocasiões, conseguiu importantes fundos para a Virgínia Ocidental e mais de 20 projetos federais no estado levam seu nome, desde calçadas até tribunais, passando pelo "Robert C. Byrd Green Bank Telescope", o maior radiotelescópio articulado do mundo.

É o único político eleito para nove mandatos completos no Senado em toda a história dos Estados Unidos.

O governador democrata de Virgínia Ocidental, Jose Manchin, nomeará alguém para substituir Byrd até o fim de seu mandato, que termina em 2013.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h29

    0,45
    3,160
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h34

    -0,40
    68.320,40
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host