UOL Notícias Notícias
 
28/06/2010 - 13h28 / Atualizada 28/06/2010 - 13h32

UE acusa Argentina de protecionismo antes de retomada de negociações

BRUSELAS, 28 Jun 2010 (AFP) -Bruxelas acusou nesta segunda-feira a Argentina de protecionismo e pediu que o país deixe de bloquear as importações europeias, um chamado que ameaça criar obstáculos às tratativas para um TLC entre a UE e o Mercosul, que serão retomadas na terça-feira depois de seis anos de interrupção.

"Estamos muito preocupados" com as medidas protecionistas "recentes" tomadas pela Argentina e que têm "um impacto negativo em algumas exportações de produtos comestíveis da União Europeia (UE)" ao país latino-americano, declarou à AFP o porta-voz do Comércio da Comissão Europeia, John Clancy.

Essas restrições são "contrárias aos compromissos tomados diante da Organização Mundial do Comércio (OMC) e, portanto, pedimos a Buenos Aires que deixe de bloquear imediatamente estas importações europeias", completou o porta-voz.

Questionado sobre a possibilidade de Bruxelas denunciar a Argentina diante da OMC, Clancy afirmou que ainda não tomou nenhuma decisão e que o assunto será abordado "bilateralmente com as autoridades argentinas".

O chamado ocorre às vésperas de serem retomadas em Buenos Aires as negociações para um Tratado de Livre Comércio (TLC) entre a UE e o Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai), suspensas desde 2004.

Sua reativação foi objeto de controvérsia desde que foi anunciada no início de maio, suscitando diversas acusações, essencialmente sobre barreiras comerciais, entre ambos os blocos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host