UOL Notícias Notícias
 
29/06/2010 - 12h28 / Atualizada 29/06/2010 - 12h47

Agressor de Berlusconi é absolvido por problemas mentais

ROMA, 29 Jun 2010 (AFP) -O tribunal de Milão (norte) absolveu nesta terça-feira Massimo Tartaglia, um homem com problemas mentais que feriu o chefe do governo italiano Silvio Berlusconi, em dezembro passado, ao jogar um objeto na cara do político, informaram fontes judiciais.

O promotor adjunto Armando Spataro havia solicitado a absolvição de Tartaglia, por considerar que ele não se encontra em estado de ser julgado. Os especialistas citados no tribunal haviam afirmado que no momento da agressão Tartaglia encontrava-se "incapacitado de compreender" o que fazia.

O homem ficará, entretanto, por um ano em liberdade vigiada e deverá viver no estabelecimento que o acolhe desde a agressão, respeitando as regras fixadas por seu diretor. Também será proibido de participar de qualquer manifestação pública durante um ano.

Os advogados de Tartaglia, Daniela Insalaco e Gian Marco Rubino, mostraram sua satisfação, afirmando que "a exigência principal era que ele seja tratado".

No dia 13 de dezembro de 2009, durante um comício eleitoral de Berlusconi em frente à catedral de Milão, Massimo Tartaglia aproximou-se do chefe de governo e jogou em seu rosto uma réplica em miniatura do edifício, que é vendida como souvenir aos turistas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host