UOL Notícias Notícias
 
29/06/2010 - 15h34 / Atualizada 29/06/2010 - 15h42

Jornalista e esposa são assassinados no México

MÉXICO, 29 Jun 2010 (AFP) -Um jornalista do periódico El Sol de Acapulco, do porto turístico de mesmo nome (estado de Guerrero, sul mexicano), e a esposa foram assassinados num estabelecimento de internet público, informou nesta terça-feira a Secretaria de Segurança Pública estatal.

O jornalista Juan Francisco Rodríguez e sua esposa foram surpreendidos na segunda-feira por dois homens armados, que entraram no local em que estavam, na cidade de Coyuca de Benítez, a 32 km de Acapulco.

"Morreram Juan Francisco Rodríguez Ríos e sua esposa", disse um funcionário da secretaria de Segurança Pública de Guerrero à AFP.

O México, onde 12 jornalistas foram assassinados em 2009 e pelo menos sete foram mortos em 2010, é considerado o país mais perigoso do continente para profissionais da imprensa, de acordo com vários informes internacionais.

No fim de março, a Unesco alertou para o aumento dos assassinatos de jornalistas em cerca de 30 países, com o México ocupando o terceiro lugar.

lp/sem/ma

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host