UOL Notícias Notícias
 
02/07/2010 - 09h29 / Atualizada 02/07/2010 - 09h50

Ex-chefe de polícia da África do Sul e da Interpol condenado por corrupção

JOHANNESBURGO, 2 Jul 2010 (AFP) -O ex-chefe de polícia da África do Sul e ex-chefe da Interpol, Jackie Selebi, acusado de ter aceito dinheiro e presentes de um traficante de drogas, foi considerado nesta sexta-feira culpado de corrupção pela justiça sul-africana, informou o juiz Meyer Joffe en su veredicto.

A pena será divulgada em 14 de julho. Selebi, de 60 anos, permanecerá em liberdade até essa data, depois de pagar uma fiança de 5.000 rands (500 euros).

Selebi foi acusado de ter recebido 1,2 milhão de rands (122.000 euros) do narcotraficante Glen Agliotti, que foi condenado por tráfico de droga e acusado do asasesinato de um magnata mineiro.

Em compensação, Selebi passava informações a Agliotti sobre as investigações nas quais aparecia envolvido.

Durante o julgamento, Selebi, um ex-militante contrário ao regime do apartheid, enfrentou Agliotti, a quem os defensores do ex-chefe de polícia acusaram de ser uma testemunha pouco confiável.

Em janeiro de 2008, o presidente sul-africano Thabo Mbeki anunciou a suspensão de Selebi de suas funções por tempo indeterminado como chefe da polícia da África do Sul por causa de seu provável indiciamento, depois do qual Selebi renunciou à chefia da Interpol.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host