UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 13h53 / Atualizada 08/07/2010 - 13h54

Hillary: libertação de presos políticos em Cuba "tardia", mas "bem-vinda"

WASHINGTON, 8 Jul 2010 (AFP) -A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou esta quinta-feira que a anunciada libertação de 52 presos políticos em Cuba é "tardia", mas "bem-vinda".

A chefe da diplomacia dos Estados Unidos, país que carece de relações com Cuba há quase meio século, afirmou a jornalistas que é um "sinal positivo" o anúncio da libertação de grande parte do grupo de 75 dissidentes políticos detidos em 2003 na ilha comunista.

"É algo tardio, mas no entanto, bem-vindo", disse Hillary.

A libertação dos 52 presos, cinco deles nas próximas horas e os demais durante os próximos quatro meses, foi anunciada na quarta-feira, após um encontro entre o presidente cubano, Raúl Castro, a Igreja Católica e o chanceler espanhol, Miguel Angel Moratinos, em Havana.

Os Estados Unidos, que mantêm um embargo comercial contra Cuba desde 1962, demandam a libertação imediata e sem condições de todos os presos políticos.

O regime cubano nega que na ilha haja presos políticos e considera que os opositores são "mercenários" do governo americano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host