UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 17h25 / Atualizada 08/07/2010 - 17h26

Polícia de Malibu investiga Mel Gibson por violência doméstica

LOS ANGELES, 8 Jul 2010 (AFP) -O departamento do xerife de Malibu (oeste de Los Angeles) confirmou, nesta quinta-feira, ter aberto uma investigação por suposta violência doméstica na casa do ator Mel Gibson e sua ex-companheira, a cantora russa Oksana Grigorieva.

A delegacia de Malibu "está atualmente recompilando informação relativa a algumas denúncias", anunciou a instituição, em comunicado oficial, sem anunciar a identidade dos demandantes.

"Devido à natureza de uma investigação preliminar, não será dada nenhuma outra informação por enquanto", concluiu o comunicado.

O anúncio ocorre quase uma semana depois de a imprensa vazar trechos de uma suposta mensagem telefônica de Gibson a Grigorieva, na qual manifestava sua raiva com expressões racistas e violentas dirigidas à ex-parceira, depois de ela ter decidido revelar à imprensa as agressões físicas que sofreu do ator.

Gibson, de 54 anos, e Grigorieva, de 40, tiveram uma menina, Luzia, em otubro do no passado, meses depois de o protagonista de "Coração Valente" se divorciar da ex-esposa e mãe de seus sete filhos, Robyn Gibson, com quem foi casado durante 30 anos.

O incidente investigado pela polícia teria ocorrido em 6 de janeiro deste ano, na casa do ator, em Malibu, balneário do oeste de Los Angeles onde moram os ricos e famosos de Hollywood.

Nos trechos da mensagem de Gibson que foram tornados públicos pelo site especializado em notícias do mundo do espetáculo Radaronline.com, Gibson supostamente é ouvido dizendo que Grigorieva "merecia" os tapas que levou porque estava arruinando sua carreira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host