UOL Notícias Notícias
 
10/07/2010 - 15h34 / Atualizada 10/07/2010 - 17h10

Aumenta para dez o número de presos políticos em Cuba liberados para viajar à Espanha

Em Havana

A Igreja cubana anunciou neste sábado que serão dez os presos políticos libertados para viajar à Espanha em breve, duplicando o número inicial de prisioneiros que o governo soltará a curto prazo, em um processo de libertação de 52 opositores.

O arcebispado de Havana anunciou em um comunicado que os dissidentes Ricardo González, Normando Hernández, Omar Ruiz, Julio César Gálvez e Mikhail Bárzaga também "sairão em breve com destino a Espanha", em "continuidade com o processo de libertação de prisioneiros".

Até este sábado não haviam sido libertados Luis Milán, Antonio Villarreal, Léster González, José Luis Paneque e Pablo Pacheco, os primeiros cinco que a Igreja anunciou na quinta-feira que seriam soltos, mas suas famílias disseram por telefone à AFP que as autoridades as contactaram e pediram que estivessem prontas para viajar a qualquer momento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host