UOL Notícias Notícias
 
12/07/2010 - 09h25 / Atualizada 12/07/2010 - 09h55

Afeganistão quer retirar os talebans da lista de terroristas da ONU


Em Washington

O presidente afegão Hamid Karzai busca retirar até 50 ex-funcionários do governo dos talebans de uma lista de terroristas da ONU, a fim de fazer avançar as conversações sobre reconciliação, informou o jornal "The Washington Post".

Oficialmente, o governo afegão elaborou precondições para qualquer diálogo de paz com os talebans.

Reclama que os militantes renunciem à violência, aceitem a Constituição afegã e cortem seus laços com grupos terroristas internacionais.

Mas o jornal afirma, ao citar um funcionário afegão que não quis ser identificado, que a abertura para os talebans ganhou uma nova urgência num momento em que Karzai pressiona por um acordo político para pôr fim a um conflito de quase nove anos.

A Aliança do Norte, com o apoio dos Estados Unidos, derrubou os talebans no final de 2001 e pôs fim a seu governo de cinco anos, reconhecido por seu rígido apego à lei islâmica. Karzai foi eleito e reeleito em eleições alvos de irregularidades.

O Post indicou que na ONU há certa resistência em modificar a lista e são necessárias mais provas de que os indivíduos renunciaram à violência.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,12
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host