UOL Notícias Notícias
 
13/07/2010 - 10h39

Libertação de opositores cubanos é um 'acontecimento positivo' (EUA)

WASHINGTON, 13 Jul 2010 (AFP) -Os Estados Unidos saudaram nesta terça-feira a Espanha e a Igreja Católica cubana após a libertação de sete prisioneiros políticos cubanos, "um acontecimento positivo", segundo o Departamento de Estado.

"Os Estados Unidos continuam a pedir a libertação imediata e incondicional de todos os prisioneiros políticos, (mas) este é um acontecimento positivo que, esperamos, marcará um avanço para um respeito maior aos Direitos Humanos e às liberdades fundamentais em Cuba", indicou em um comunicado o porta-voz Philip Crowley.

"Todos os prisioneiros libertados devem ser livres para escolher se desejam permanecer em Cuba ou viajar para outros países", acrescentou.

Sete opositores cubanos chegaram nesta terça-feira à Espanha após um acordo para a libertação gradual de 52 presos políticos condenados em 2003 a pesadas penas, a maior desde que Raul Castro substituiu seu irmão Fidel no poder há quatro anos.

Um deles é Ricardo Gonzalez, de 60 anos, que foi correspondente clandestino em Cuba da ONG de defesa dos jornalistas Repórteres sem Fronteiras (RSF).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h59

    -0,23
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h05

    -0,15
    75.859,43
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host