UOL Notícias Notícias
 
14/07/2010 - 16h04

Itália: membro do governo renuncia, acusado de envolvimento com a máfia

ROMA, 14 Jul 2010 (AFP) -Um membro do governo Berlusconi (direita), Nicola Cosentino, acusado de envolvimento com a máfia, renunciou a seu cargo nesta quarta-feira, anunciaram os veículos da imprensa italiana.

Cosentino, subsecretário de Estado para a Economia e as Finanças, já tinha apresentado sua renúncia em fevereiro, para evitar "qualquer instrumentalização" de seus problemas judiciais nas eleições regionais de março, mas o chefe de governo Silvio Berlusconi a rejeitou.

Cosentino, que até o fim de 2009 era considerado candidato potencial à presidência da região de Nápoles, é acusado de ter ajudado desde os anos 1990 a máfia napolitana, a Camorra.

Seu nome também é citado em investigações sobre casos de corrupção no mercado de energia eólica em Sardenha.

Também é acusado de ter pressionado juízes de diferentes cortes para escapar dos processos e poder apresentar-se nas eleições regionais.

Em um comunicado, Consentino expressou sua "serenidade" em relação às "investigações futuras que apenas demonstrarão" que não ele não tem nada a ver com esses casos.

Mas, completou, "não posso nem quero expor o governo (...) a acusações sem fundamento".

Nos últimos meses, outros dois ministros do governo tiveram de renunciar depois de terem sido citados em casos de corrupção.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host