UOL Notícias Notícias
 
14/07/2010 - 09h54

Kaczynski se negou a receber pêsames de Putin pela morte do irmão

VARSÓVIA, 14 Jul 2010 (AFP) -Jaroslaw Kaczynski, irmão gêmeo do ex-presidente polonês Lech Kaczynski, falecido em um acidente de avião, se negou a receber os pêsames do primeiro-ministro russo Vladimir Putin, segundo contou em uma entrevista publicada nesta quarta-feira.

"Nosso embaixador me perguntou se devia aceitar as condolências por parte de Putin. Eu me neguei", disse Jaroslaw Kaczynski ao jornal de direita Gazeta.

Poucas horas depois do acidente ocorrido em Smolensk, em 10 de abril, Jaroslaw Kaczynski viajou para essa localidade do oeste da Rússia para identificar o corpo do irmão. Também estavam no local Putin e o primeiro-ministro polonês Donald Tusk.

"A meu ver, nem um nem o outro deram à visita do presidente Lech Kaczynski o respeito e a dedicação requeridas".

No acidente como Tupolev 154 morreram 96 pessoas, entre elas o presidente Kaczynski e sua esposa, que viajava para participar nas cerimônias do 70o. aniversário da matança de milhares de oficiais poloneses pela polícia política de Stalin em Katyn.

Jaroslaw Kaczynski foi derrotado este mês na eleição para suceder o irmão pelo liberal Bronislaw Komorowski, um aliado de Tusk.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host