UOL Notícias Notícias
 
15/07/2010 - 12h39

Sudão expulsa duas altas funcionárias da ONU

CARTUM, Sudão, 15 Jul 2010 (AFP) -O Sudão ordenou a expulsão de duas altas funcionárias da Organização Internacional para as Migrações (OIM), que trabalham em Darfur, depois da ordem de prisão contra o presidente Omar al Bechir por genocidio, informaram esta quinta-feira à AFP fontes humanitárias.

"As autoridades sudanesas transmitiram, esta quarta-feira, a Laura Palatini e Carla Martínez uma carta instando-as a deixar o país em 72 horas", declarou à AFP um representante humanitário que pediu para ter sua identidade preservada. Portanto, as duas mulheres têm até sábado para deixar o Sudão.

Carla Martínez, de nacionalidade espanhola, é diretora da OIM, entidade ligada às Nações Unidas, em Darfur, uma região do oeste do Sudão devastada há sete anos por uma complexa guerra civil que matou pelo menos 300.000 pessoas, segundo estimativas da ONU - dez mil, segundo o governo - e deixou 2,7 milhões de deslocados.

Laura Palatini, italiana, é chefe do escritório da OIM na região sul de Darfur, informaram outras fontes humanitárias que acompanham este caso de perto.

"Sem comentários", disse Jill Hilke, chefe da missão da OIM para todo o Sudão, ao ser perguntada pela AFP sobre a expulsão das duas altas funcionárias desta organização. Segundo fontes vinculadas ao caso, a OIM solicitou uma mediação na quinta-feira para evitar a expulsão das duas funcionárias.

Ao anoitecer de quinta-feira ainda não tinha sido possível conhecer os motivos oficiais para a expulsão destas duas funcionárias por parte do governo sudanês.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h20

    0,10
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h27

    -0,66
    63.659,93
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host