UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 18h43

Argentina: primeiro casamento gay ocorrerá em 13 de agosto

BUENOS AIRES, 16 Jul 2010 (AFP) -Dois homens que estão juntos há 34 anos irão se casar em 13 de agosto em Buenos Aires, no primeiro casamento autorizado pela lei que permite matrimônio entre gays na Argentina, pela primeira vez na América Latina.

"Na sexta-feira, 13 de agosto, às 14h00, neste cartório da circunscrição 14, vão ser os primeiros a se casar", disse a autoridade de um cartório do bairro portenho de Palermo, onde compareceram os futuros esposos.

Um dia depois de ser sancionada a lei em uma histórica sessão no Senado, Alejandro Vanelli, 61 anos, e o ator Ernesto Rodríguez Larrese, 60 anos, pediram para se casar no mesmo cartório no qual há três anos tiveram esse pedido negado.

"Estamos felizes. Há três anos tentamos nos casar neste mesmo cartório, mas nos foi negado. Apelamos e ainda esperamos. Agora sim nos deram a vez. Com essa lei, temos uma Argentina mais solidária, mais igualitária e mais livre", afirmou o ator.

"Nossos netos estão muito contentes. Temos uma família há 34 anos, com muito amor", completou seu futuro marido.

O Congresso argentino aprovou na quinta-feira uma lei que pela primeira vez na América Latina autoriza no nível nacional o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e lhes dá os mesmos direitos que os dados aos casais heterossexuais, como adoção e benefícios sociais.

A lei será promulgada na próxima quarta-feira pela presidente Cristina Kirchner em um ato que contará com a presença de organizações de defesa dos homossexuais, informou María Rachid, titular da Federação de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transsexuais (LGBT).

Segundo Rachid, uma centena de casais homossexuais argentinos estão esperando a promulgação da lei para se casar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host