UOL Notícias Notícias
 
17/07/2010 - 20h05

Descartada presença de antrax em carta recebida por chancelaria chilena

SANTIAGO, 17 Jul 2010 (AFP) -O Instituto de Saúde Pública do Chile (ISP) descartou neste sábado a presença de antrax em uma correspondência aberta na terça-feira na chancelaria chilena, e que advertia conter a bactéria causadora da doeança, informaram veículos da imprensa local.

Segundo a imprensa, que cita fontes judiciais, o exame que o ISP entregou à procuradoria Centro Norte de Santiago, encarregada do caso, não encontrou vestígios da substância. No entanto, mantém-se uma investigação para saber o responsável pelo envio.

Na última terça-feira, em meio a uma operação de emergência, a polícia e os bombeiros isolaram, selaram e entregaram ao ISP um pacote com várias cartas, entre elas uma que advertia conter antrax em seu interior. O ISP examinou também 25 pessoas que trabalhavam no escritório onde o pacote foi aberto.

Em 2006, a chancelaria recebeu um envelope com um pó branco e a ameaça de que se tratava de antrax, apesar de os testes terem mostrado posteriormente que a substância era inofensiva.

O antrax é uma doença infecciosa transmitida por uma bactéria que forma esporas no contato com o ar, que podem permanecer no ambiente por muito tempo e ser mortal.

Envelopes com essa substância foram enviados a diversos escritórios nos Estados Unidos em 2001, deixando um saldo de cinco mortos, em um caso que ainda não foi solucionado pelas autoridades americanas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    -0,57
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h06

    -0,45
    75.261,83
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host