UOL Notícias Notícias
 
17/07/2010 - 17h20

Irã e Suíça desmentem prisão de embaixadora em Teerã

TEERÃ, 17 Jul 2010 (AFP) -Os ministérios das Relações Exteriores iraniano e suíço desmentiram neste sábado as informações da imprensa estatal iraniana de que a embaixadora suíça em Teerã teria sido detida na quarta-feira no norte do país.

Citado pelo site da emissora estatal, o porta-voz da chancelaria iraniana, Ramin Mehmanparast, afirmou que as informações sobre a detenção de Livia Leu Agosti pelas autoridades foram relatadas de forma "inexata".

"Um incidente tal como foi relatado por alguns sites, não é certo", disse sem dar mais detalhes.

A missão suíça em Teerã representa os interesses americanos no Irã, já que Estados Unidos e a República Islâmica romperam relações diplomáticas há mais de 30 anos.

Na Suíça, um porta-voz do Departamento Federal de Relações Exteriores declarou que a diplomata suíça "foi controlada" pela polícia local durante uma viagem pelo norte do Irã, "e não detida brevemente".

Esse incidente não terá consequências para as relações diplomáticas entre Berna e Teerã, completou o porta-voz.

A embaixadora teria sido detida por responsáveis da segurança local na quarta-feira "porque sua identidade não teria sido determinada imediatamente", afirmou pouco antes o site da emissora de TV iraniana em língua inglesa Press TV, que citou "uma fonte próxima" do Ministério de Relações Exteriores.

Livia Leu Agosti foi libertada poucas horas depois de sua detenção, informava o site.

A viagem de Agosti a um povoado na província de Khorasan do Norte foi preparada "em coordenação e com a permissão do Ministério de Relações Exteriores", tinha afirmado por sua vez o site da emissora, que cita uma fonte próxima ao tema.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host