UOL Notícias Notícias
 
18/07/2010 - 16h21

Fidel pede que Mandela mantenha África do Sul longe de bases americanas

HAVANA, 18 Jul 2010 (AFP) -O líder cubano Fidel Castro pediu ao ex-presidente Nelson Mandela que mantenha a África do Sul "longe das bases militares dos Estados Unidos e da Otan", e o alertou sobre o perigo de "catástrofe nuclear" no mundo, em uma mensagem publicada neste domingo no site Cubadebate.

"Exerça toda sua imensa força moral para manter a África do Sul longe das bases militares dos Estados Unidos e da Otan", disse Fidel a seu "velho e prestigiado amigo", na ocasião de seu aniversário e do reconhecimento internacional expressado nesta data.

Fidel, que encontrou Mandela pessoalmente em Havana depois de sua libertação e posteriormente durante uma visita à África do Sul, adverte que "hoje a humanidade está sendo ameaçada pelo maior risco em toda a história de nossa espécie" e que "amigos ontem do apartheid, hoje competem cinicamente, simulando amizade".

O líder cubano, que em agosto completará 84 anos, abandonou seu retiro médico que mantinha desde 2006, e apareceu cinco vezes em público nos últimos dez dias, para alertar sobre o perigo de uma guerra nuclear, caso Estados Unidos e Israel decidam atacar o Irã.

"Os povos da África que sobreviverem à catástrofe nuclear que se aproxima, necessitarão mais do que nunca dos conhecimentos científicos e dos avanços da tecnologia sul-africana", disse Fidel a Mandela.

Fidel afirma que, apesar dos riscos, "a humanidade ainda pode preservar-se dos ataques demolidores da tragédia nuclear que se aproxima, e a ambiental que já ocorre".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h00

    -0,08
    3,264
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h03

    1,79
    63.786,42
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host