UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 11h15

Comunidade internacional subestimou missão no Afeganistão (Otan)

COPENHAGUE, 19 Jul 2010 (AFP) -A comunidade internacional subestimou a dificuldade da missão no Afeganistão, afirmou nesta segunda-feira o secretário-geral da Otan Anders Fogh Rasmussen, em uma entrevista concedida à rede de televisão dinamarquesa TV2 News.

"Sinceramente, acho que a comunidade internacional subestimou a missão no Afeganistão. Por causa disso estamos levando muito mais tempo para ajudar os afegãos a estabelecer capacidades suficientes" para reconstruir o país e assegurar a paz e sua estabilidade, declarou na véspera de uma conferência de doadores em Cabul.

Autoridades de mais de 60 países, entre elas a secretária de Estado americana Hillary Clinton, e organizações internacionais devem participar nesta terça-feira desta reunião na capital afegã que sucede o encontro organizado em Londres em janeiro.

"Certamente existe uma vontade do poder" em Cabul de resolver os problemas do país. Mas "faltam sobretudo meios suficientes para isso", segundo Rasmussen.

O secretário-geral da Otan se disse "otimista" sobre o futuro do Afeganistão, apesar da forte resistência dos talibãs, que causou fortes perdas para a coalizão internacional.

"O compromisso militar está no bom caminho. Infelizmente, registramos perdas muito pesadas", constatou, considerando que "este é o resultado dos esforços da coalizão, o que gera mais combates e mais perdas para retirar os talibãs de seus bastiões nas províncias de Helmand e Kandahar".

"Os talibãs sabem que perdem esses bastiões, eles perderão tudo. Isso é por que eles contra-atacam duramente, o que causa e causará, infelizmente, mais perdas" para a coalizão "nas próximas semanas e nos próximos meses".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h19

    1,05
    3,179
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h23

    -0,94
    67.947,29
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host