UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 20h16

Corte dos EUA aceita libertar magnata Conrad Black sob fiança

CHICAGO, 19 Jul 2010 (AFP) -Uma corte dos Estados Unidos concordou em libertar, sob fiança, o magnata da mídia Conrad Black, condenado por fraude contra acionistas, enquanto espera o resultado de sua apelação a uma pena de seis anos e meio de prisão, imposta em 2007.

"Garante-se a fiança ao apelante Conrad M. Black até que se disponha sua apelação nesta corte", destacou uma ordem do tribunal, sem dar maiores detalhes, depois de uma decisão da Suprema Corte de Justiça, no mês passado, que permitiu a Black apelar de sua condenação por fraude multimilionário.

A ordem acrescentou que os termos da libertação de Black serão fixados pela corte do distrito de Chicago, que atende seu caso e ainda não está claro o momento de sua libertação.

Black começou a cumprir pena em março de 2008, após ser condenado por esvaziar os cofres de seu império jornalístico, Hollinger, e tentar encobrir o crime.

Mas a Suprema Corte abriu o caminho para a apelação e libertação de Black ao decidir, no mês passado, que a lei de 1998 pela qual foi condenado havia sido interpretada de forma demasiado ampla.

Esta lei é a ferramenta favorita dos promotores contra crimes do colarinho branco precisamente por sua linguagem ampla, mas a máxima instância judicial determinou que só pode ser aplicada estritamente em casos que envolvam suborno ou aliciamento.

Black chefiava o terceiro império de mídia do mundo, encarregado de jornais como o britânico Daily Telegraph e o Chicago Sun-Times.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host