UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 22h39

México: massacre em festa que deixou 17 mortos foi obra de cartel

TORREON, México, 19 Jul 2010 (AFP) -O ataque de pistoleiros em uma festa, que deixou 17 mortos no estado mexicano de Coahuila (norte), foi obra de um grupo do crime organizado, embora ainda não se tenha esclarecido o motivo, informou esta segunda-feira o promotor responsável pela investigação.

O promotor de Coahuila, Jesús Torres, reduziu novamente para 17 o número de mortos que na manhã havia estimado em 18.

"Houve um erro ao contabilizar duas vezes uma das vítimas", explicou, durante coletiva.

"A forma como foi realizado o ataque, sem dúvida corresponde com as ações do crime organizado", acrescentou Torres.

"Neste momento não podemos destacar publicamente o cartel ao qual pertencem, no entanto estão identificados" os atacantes, acrescentou o promotor, afirmando que seu gabinete tenta estabelecer se o caso se tratou de vingança contra alguns dos presentes na festa.

"Estamos recolhendo testemunhos com relação ao ocorrido para poder determinar o possível motivo desta agressão", disse o promotor, revelando que entre as pistas que se seguem está uma publicação surgida recentemente em redes sociais da internet.

O ataque aconteceu na madrugada de domingo em um centro recreativo nos arredores da cidade de Torreón, alugado para a comemoração.

Um comando de pistoleiros, a bordo de vários veículos começou a atirar com fuzis AK-47 na direção dos convidados.

A violência ligada ao tráfico de drogas deixou mais de 7.000 mortos este ano e quase 25 mil mortos desde dezembro de 2006, quando o governo mexicano iniciou uma campanha contra os cartéis, incluindo a mobilização de 50.000 militares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host