UOL Notícias Notícias
 
21/07/2010 - 09h36

Restos do ditador Ceausescu e de sua esposa são exumados para exames de DNA

BUCARESTE, 21 Jul 2010 (AFP) -Os restos do ditador romeno Nicolae Ceausescu e de sua esposa Elena foram exumados nesta quarta-feira em Bucareste, mais de 20 anos depois de sua execução, para que sejam realizadas análises de DNA que permitam verificar suas identidades.

Estas exumações inesperadas foram feitas a pedido de Valentin Ceausescu, único filho vivo dos três que o ditador comunista teve, e de seu genro Mircea Oprean.

Há anos que os dois questionam se os restos enterrados no cemitério de Ghencea, distante do centro de Bucareste, são realmente os de Nicolae Ceausescu e de sua esposa.

Por temor de que as tumbas fossem profanadas, as autoridades enterraram o casal à noite depois de terem sido executados em 1989, sob cruzes com nomes falsos, segundo testemunhas. Isso suscitou dúvidas entre alguns familiares do casal.

Oprean e Valentin Ceausescu pediam há anos que o Ministério da Defesa fizesse exames de DNA.

"Me inclino a pensar que os restos são os de meus sogros, mas não posso estar seguro cem por cento até que sejam feitos os exames de DNA", declarou Oprean aos jornalistas no cemitério depois da exumação. O resultado destas análises poderá levar meses, acrescentou.

"Vi os corpos. Reconheci o casaco escuro de meu sogro. Tinha buracos, assim como as calças", contou Oprean, marido da falecida Zoia, confirmando que se tratava de buracos de balas.

Nicolae Ceausescu dirigiu a Romênia com mão de ferro de 1965 até o desmoronamento dos regimes comunistas do Leste Europeu em 1989.

Depois da violenta repressão das manifestações populares em meados de dezembro em Timisoara (oeste) e Bucareste, o ditador fugiu da capital romena em um helicóptero, no dia 22 de dezembro de 1989.

Foram detidos poucas horas depois e, após um julgamento sumário a portas fechadas em um quartel militar de Targoviste (leste de Bucareste), foram executados a tiros.

Todo ano, alguns nostálgicos do regime de Ceausescu homenageiam o ex-ditador diante de seu túmulo do cemitério de Ghencea, também visitado por vários turistas.

A família quis que a exumação fosse particular, sem jornalistas nem público.

Mas quando foram recolocados na sepultura, algumas pessoas depositaram fotos do ditador sobre seu túmulo, constatou uma jornalista da AFP.

Se não forem os restos do casal Ceausescu, o genro advertiu que levará o Estado romeno aos tribunais.

Oprean e Valentin Ceausescu cuidam com esmero da imagem do ex-ditador. Por isso, segundo o advogado de Valentin, registraram há dois anos a "marca Ceausescu" e tentaram proibir recentemente uma obra teatral sobre ele.

Os historiadores consideram que, atualmente, ainda não foram esclarecidas algumas questões sobre os acontecimentos de 1989 que causaram a queda de Ceausescu.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h10

    0,06
    3,138
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h15

    -0,17
    75.863,22
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host