UOL Notícias Notícias
 
21/07/2010 - 10h11

Tailândia retira o visto do regente Mikhail Pletnev por estupro de menor

BANGCOC, 21 Jul 2010 (AFP) -A Tailândia cancelou o visto do célebre músico russo Mikhail Pletnev, o que significa que ele pode ser deportado mesmo que sejam abandonadas as acusações de estupro de menor que pesam contra ele, informou uma fonte da imigração tailanesa.

"O escritório de imigração tailandesa o incluiu na lista negra", informou o general Pansak Hasamsan, subchefe do serviço.

"Seu visto tailandês foi automaticamente revogado", indicou. "Será eventualmente deportado independente que o julgamento continue seu curso ou as acusações sejam abandonadas", acrescentou.

Pletnev, indiciado no início de julho por estupro de menor, compareceu na segunda-feira ante um tribunal tailandês, onde reiterou sua inocência e promessa de cooperar com a justiça.

Pletnev, de 53 anos, é o diretor artístico da Orquesta Nacional da Rússia. Foi libertado sob fiança de 300.000 bahts (9.200 dólares) e autorizado pelo tribunal a abandonar o país de maneira temporária.

Pletnev pode ser condenado a uma pena de quatro a 20 anos de prisão. Ele também pode ser acusado de detenção ilegal de menor.

Mikhail Pletnev, que pertence a uma família de músicos, ficou famoso depois de ganhar o primeiro prêmio do Concurso Tchaikovski em 1978, aos 21 anos.

No começo dos anos 80, começou a dirigir músicos antes de fundar, em 1990, a Orquesta Nacional da Rússia. Pouco depois foi nomeado seu diretor artístico.

Suas gravações com esta orquestra de virtuoses, principalmente as sinfonias de Tchaikovski e Rajmaninov, são consideradas entre as melhores por muitos críticos. Pletnev abandonou os concertos de piano para se dedicar à direção musical.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host