UOL Notícias Notícias
 
22/07/2010 - 16h05

Colômbia chama de 'errônea' decisão da Venezuela de romper relações


Em Washington (EUA)

O embaixador colombiano na OEA, Luis Hoyos, qualificou nesta quinta-feira de "errônea" a decisão da Venezuela de romper relações com seu país.

Hoyos, que denunciou nesta quinta-feira em uma sessão extraordinária na OEA a presença de guerrilheiros colombianos em território venezuelano, lamentou em "nome do governo da Colômbia (...) a errônea decisão tomada pela Venezuela".

A Venezuela deveria "romper relações com os grupos criminosos", disse Hoyos, lamentando que o país "prefira aderir ao expediente de insultar, romper ligações com um governo constituído".

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou nesta quinta-feira ter rompido relações com a Colômbia, depois das denúncias sobre a presença de guerrilheiros colombianos em seu país, feitas por parte do governo de Álvaro Uribe.

O secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, pediu nesta quinta-feira que Colômbia e Venezuela "acalmassem os ânimos".

"Faço então um chamado a acalmar os ânimos e buscar um caminho", disse Insulza, depois de uma sessão extraordinária na OEA na qual a Colômbia reiterou suas acusações.

Insulza disse desejar que Venezuela e Colômbia possam superar mais essa crise e "se entender nos próximos dias".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host