UOL Notícias Notícias
 
22/07/2010 - 00h19

Colômbia chama para consultas sua embaixadora na Venezuela

BOGOTÁ, 21 Jul 2010 (AFP) -O governo colombiano chamou para consultas nesta quarta-feira sua embaixadora na Venezuela, María Luisa Chiappe, na véspera da apresentação na OEA das "evidências" que Bogotá afirma ter sobre a presença de guerrilheiros colombianos na Venezuela, informou a rádio RCN.

A AFP não conseguiu confirmar a informação diretamente com a chancelaria colombiana.

Na sexta-feira passada, o governo do presidente Hugo Chávez chamou para consultas o embaixador da Venezuela em Bogotá, Gustavo Márquez, após a denúncia do presidente Álvaro Uribe sobre a presença de líderes guerrilheiros no país vizinho.

Nesta quarta, o chanceler da Colômbia, Jaime Bermúdez, denunciou a tentativa de vários países de adiar a apresentação na Organização dos Estados Americanos (OEA) sobre a presença de guerrilheiros colombianos na Venezuela.

A denúncia de Bermúdez ocorreu horas após a renúncia do embaixador equatoriano e presidente do Conselho Permanente da OEA, Francisco Proaño, devido ao pedido do chanceler do Equador, Ricardo Patiño, para que adiasse a reunião.

A chancelaria equatoriana admitiu que "solicitou o adiamento da reunião para dar uma oportunidade ao diálogo" entre os membros da OEA sobre o pedido colombiano.

O governo do presidente colombiano, Álvaro Uribe, se propõe a apresentar "evidências" da presença na Venezuela de líderes das guerrilhas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN).

Segundo Bogotá, estão na Venezuela os líderes das Farc Iván Márquez, Rodrigo Granda ("Ricardo"), Timoleón Jiménez ("Timochenko") e Germán Briceño ("Grannobles"); e o dirigente do ELN Carlos Marín Guarín ("Pablito").

Jornalistas recebidos no ministério colombiano da Defesa reveleram que o governo tem vídeos, fotos de satélite e testemunhos de ex-guerrilheiros confirmando a presença dos rebeldes na Venezuela.

Segundo o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, as afirmações de Bogotá são "mentiras, falsidades e podridões montadas pelo governo do presidente Álvaro Uribe".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host