UOL Notícias Notícias
 
23/07/2010 - 22h16

Equador convoca reunião da Unasul por crise Caracas-Bogotá

QUITO, 23 Jul 2010 (AFP) -O Equador, que exerce a presidência da Unasul, anunciou nesta sexta-feira que convocará uma reunião extraordinária de chanceleres do organismo para a próxima semana, em Quito, atendendo a um pedido de Caracas, que rompeu suas relações diplomáticas com Bogotá.

O presidente equatoriano, Rafael Correa, determinou ao chanceler Ricardo Patiño que "convoque uma reunião extraordinária do conselho de ministros das Relações Exteriores da Unasul para a próxima semana, na cidade de Quito", para analisar "a ruptura das relações entre Venezuela e Colômbia e com o objetivo de fortalecer o diálogo e a paz na região...".

Caracas solicitou na quinta-feira à presidência da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) a convocação, em caráter "de emergência", de uma reunião extraordinária de chanceleres do bloco para "denunciar as graves agressões" de Bogotá.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, rompeu as relações diplomáticas com a Colômbia após Bogotá informar à Organização dos Estados Americanos (OEA) sobre a presença de guerrilheiros colombianos no território venezuelano.

Na quinta-feira, Correa e Patiño culparam o secretário geral da OEA, José Miguel Insulza, pela ruptura entre Bogotá e Caracas, por não acolher o pedido de Quito para adiar a sessão na qual ocorreu a denúncia colombiana.

Correa, amigo e aliado de Chávez, entregará a presidência rotativa da Unasul à Guiana em agosto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    0,12
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h11

    -0,59
    63.708,46
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host