UOL Notícias Notícias
 
23/07/2010 - 10h20

Tempestade tropical Bonnie atinge a Flórida rumo ao Golfo do México

MIAMI, 23 Jul 2010 (AFP) -A tempestade tropical Bonnie sacudia nesta sexta-feira a costa leste do sul da Flórida com fortes chuvas e ventos, e chegará a partir da noite no Golfo do México, passando por cima do vazamento de petróleo na região, informou o Centro de Furacões americano (NHC).

Às 12H00 GMT, o centro da tempestade se localizava 130 km a sud-sudeste de Miami e avançava em direção ao oeste-noroeste a uma velocidade de 31 km/h, com ventos máximos de 65 km/h e rajadas mais fortes.

Um alerta de tempestade tropical está vigente para o litoral leste da Flórida ao sul da cidade de Deerfield Beach, e principalmente na costa oeste até Englewood.

Espera-se que Bonnie provoque chuvas que produzirão um acúmulo de água até os 12 cm em algumas zonas do sul da Flórida, enquanto que o nível do mar deverá se elevar acima dos 60 cm no sul da península da Flórida.

A chegada iminente da tempestade tropical ao Golfo do México fez a petroleira BP a anunciar a suspensão de suas operações em torno do poço que deu início à maré negra, enquanto as equipes que lutam contra a poluição deixavam a área.

"A duração da suspensão das atividades no poço dependerá do tempo", afirmou o gigante petroleira em um comunicado, indicando que o poço, perfurado há sete dias, permanecerá fechado.

A BP assegurou que continuará a monitorar o local "enquanto o tempo permitir".

"Em razão do risco que a tempestade tropical Bonnie apresenta para a segurança das cerca de 2.000 pessoas que trabalham na luta contra a maré negra na área do poço, alguns barcos e plataformas serão preparadas para a evacuação", indicou na quinta-feira Thad Allen, diretor de operações de combate à maré negra do governo americano.

"Isso inclui a plataforma de perfuração dos poços de derivação que permitirão tapar definitivamente o poço", indicou.

Thad Allen reconheceu que esta evacuação pode "retardar os esforços visando a tapar definitivamente o poço realizados há vários dias", mas, ressaltou, "a segurança das pessoas na área é nossa maior prioridade".

A evacuação de todos os barcos atrasará em duas semanas os trabalhos, haviam indicado anteriormente as autoridades americanas.

Mas o dispositivo empregado há uma semana que permitiu conter provisoriamente o vazamento de petróleo permanecerá no local para evitar um agravamento da poluição, segundo Allen.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host