UOL Notícias Notícias
 
24/07/2010 - 20h29

Merkel se diz "atônica" com tragédia na Love Parade de Duisburgo

DUISBURGO, Alemanha, 24 Jul 2010 (AFP) -Pelo menos 18 pessoas morreram pisoteadas e outras 80 ficaram feridas este sábado durante a 'Love Parade', festa de música eletrônica que reuniu mais de um milhão de pessoas em Duisburgo (oeste da Alemanha), informou o prefeito da cidade ao atualizar o balanço de vítimas de uma tragédia diante da qual a chanceler, Angela Merkel, disse sentir-se "atônita".

"Segundo as últimas notícias, 18 pessoas morreram e cerca de 80 ficaram feridas na entrada do festival", disse Adolf Sauerland, em um comunicado.

"Nestes momentos difíceis, meu pensamento está com os familiares e as vítimas. Expresso minha simpatia e minhas condolências", disse Angela Merkel, depois de se declarar "atônita" com a tragédia.

Outras cem pessoas ficaram levemente feridas no incidente, que ocorreu em um túnel que dá acesso ao terreno de uma antiga estação de trens cargueiros, onde a festa era realizada.

Embora as razões do tumulto ainda sejam desconhecidas, um alto funcionário da municipalidade de Duisburgo, Wolfgang Rabe, declarou que o incidente não ocorreu dentro do túnel, mas nas escadarias que lhe dão acesso.

Segundo os organizadores, 1,4 milhão de pessoas participavam deste evento de música eletrônica, que ocorre quase todos os anos.

Para evitar o pânico generalizado, as autoridades, ao invés de interromperem a festa imediatamente, abriram as grades em volta do terreno antes de divulgar o ocorrido.

Por isto, milhares de pessoas continuavam dançando e ouvindo música mais de uma hora depois do incidente, que ocorreu por volta das 17h00 locais (12h00 de Brasília) porque desconheciam que tinha acontecido uma tragédia.

As emissoras de TV mostravam imagens de um túnel com dezenas de ambulâncias e uma fila de jovens que deixavam o local sem precipitação.

Muitos caminhavam sobre a estrada de ferro e o tráfego ferroviário na estação de Duisburgo teve que ser interrompido.

Segundo o relato de uma testemunha à televisão NTV, uma multidão estava no túnel e muitas pessoas caíram e foram pisoteadas.

"Alguns estavam no chão, enquanto outros escalavam as paredes para tentar entrar no túnel", contou Udo Sandh¶fer.

Aguns policiais e socorristas tentaram entrar no túnel, "mas estava cheio demais", acrescentou.

"As pessoas continuaram empurrando para entrar no túnel durante dez minutos e em seguida se deram conta do que acontecia e deram a volta", continuou.

Segundo outra testemunha, um jovem de 18 anos, entrevistado pelo jornal Bild, "era impossível" salir do túnel.

"Era como se houvesse um muro de gente diante de mim. Achei que fosse morrer", contou.

Este tipo de tumulto provocado por pânico é pouco frequente na Europa e geralmente ocorre por violência durante manifestações ou eventos esportivos.

A Love Parade foi criada em 1989, com a participação de 150 pessoas, e desde então foi copiada por toda a Europa.

Em 1999, alcançou o auge, com 1,5 milhão de participantes, mas enfrentou problemas de financiamento e, além disso, os moradores de Berlim se cansaram de ter que suportar jovens alcoolizados ou drogados que lotavam o Tiergarten, o grande parque do centro da capital alemã.

Em 2007, a Love Parade deixou Berlim e se instalou na região do Ruhr: foi organizada em Essen em 2007, em Dortmundo em 2008. A edição de 2009 estava prevista para Bochum, mas teve que ser cancelada por causa das obras que eram realizadas na cidade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host