UOL Notícias Notícias
 
27/07/2010 - 15h30

Irã quer participação do Brasil e Turquia nas negociações nucleares

TEERÃ, 27 Jul 2010 (AFP) -O presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad declarou que seu país retomará em setembro as negociações com as grandes potências sobre seu polêmico programa nuclear, acrescentando querer ver o Brasil e a Turquia nessas conversações.

Segundo informação divulgada nesta terça-feira pelo canal de televisão iraniano em inglês, Press-TV, o presidente Ahmadinejad insiste na participação do Brasil e da Turquia nas negociações que, no momento, não têm data ou local marcados.

No dia 17 de maio, dentro do acordo alcançado com Brasil e Turquia, o Irã propôs às grandes potências uma troca em território turco de 1.200 kg de seu urânio levemente enriquecido (a 3,5%) por 120 kg de combustível enriquecido a 20%, destinado ao reator de pesquisa médica de Teerã.

A iniciativa foi ignorada pelas grandes potências, que votaram em 9 de junho um novo pacote de sanções contra Teerã, por temerem que o Irã tente fabricar uma bomba atômica.

Em represália, no fim de junho, o presidente iraniano anunciou um congelamento de dois meses do diálogo.

Destacou agora, no entanto, que as "condições" sobre as quais já havia falado em junho estão ainda em vigor, isto é, quer conhecer a posição das potências ocidentais sobre as "bombas atômicas que possui o regime sionista".

As potências ocidentais "devem dizer se aceitam ou não (o arsenal israelense)", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host