UOL Notícias Notícias
 
27/07/2010 - 08h37

Rússia considera inaceitáveis as sanções contra o Irã fora da ONU

MOSCÚ, 27 Jul 2010 (AFP) -A Rússia considera inaceitáveis as sanções contra o Irã adotadas fora do âmbito das Nações Unidas, informou nesta terça-feira o ministério russo das Relações Exteriores, depois da aprovação na véspera de novas sanções por parte da União Europeia (UE) e do Canadá contra Teerã e seu setor energético.

"Nós consideramos inaceitáveis a utilização de sanções unilaterais ou coletivas fora do marco do regime de sanções do Conselho de Segurança da ONU", declarou a chancelaria russa em um comunicado.

A Europa e o Canadá adotaram nesta segunda-feira sanções de amplitude sem precedentes contra o Irã e seu setor energético para pressionar Teerã a retomar as negociações sobre seu programa nuclear controverso.

A decisão da UE foi tomada durante uma reunião dos ministros das Relações Exteriores em Bruxelas. Em meio a isso, o governo canadense anunciou medidas de caráter semelhante.

A série de medidas europeias e canadenses transpõem em parte aquelas adotadas no dia 9 de junho pelo Conselho de Segurança da ONU, já que o Irã continua a se recusar a suspender suas atividades de enriquecimento de urânio, desmentindo as premissas de que estaria construindo armas atômicas. Mas elas também vão muito mais longe.

O objetivo é atingir principalmente o setor das indústrias de petróleo e gás. A partir desta terça-feira, a UE proibiu qualquer novo investimento, assistência técnica ou transferência de tecnologia, especialmente para o refino de petróleo e a liquefação de gás.

Além da energia, o setor iraniano do transporte por frete, via mar ou ar, será duramente atingido - o controle em portos europeus ou em alto mar será reforçado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host