UOL Notícias Notícias
 
29/07/2010 - 19h08

Protesto contra lei anti-imigração no Arizona deixa dezenas de detidos

PHOENIX, EUA, 29 Jul 2010 (AFP) -Uma passeata nesta quinta-feira em Phoenix contra a lei anti-imigrantes do Arizona deixou dezenas de detidos, ao mesmo tempo em que a governadora do estado apelou contra a decisão judicial de bloquear as partes mais polêmicas dessa norma.

O protesto foi realizado apesar de a legislação ter entrado em vigor nesta quinta-feira sem as disposições que, na prática, declaravam a imigração ilegal como um crime no Arizona, estado que faz fronteira com o México.

As disposições foram suspensas quarta-feira pela juíza federal de Phoenix, Susan Bolton, depois da apresentação de uma demanda contra a lei por parte do governo do presidente Barack Obama.

No momento em que a governadora do Arizona, Jan Brewer, que promulgou a lei no dia 23 de abril, apelava da decisão de Bolton, centenas de manifestantes enfrentaram a tropa de choque da polícia em Phoenix.

Grupos de defesa dos direitos civis organizaram a marcha que seguiu até os escritórios do xerife do condado, Joe Arpaio.

Agitando bandeiras mexicanas e americanas e ao som de canções, os manifestantes levavam faixas com os dizeres: "Cessem as perseguições, não mais expulsões" e "Deixem de caçar os imigrantes, já".

Quando chegaram ao edifício onde trabalha o xerife Arpaio, que se apresenta como um homem desapiedado e caçador de imigrantes ilegais, a polícia os esperava.

Uns doze manifestantes se amarraram nas portas da prisão do condado de Marcopia, até que ajudantes do xerife os levaram para dentro do prédio, constatou um correspondente da AFP.

Brewer prometeu levar o caso, se necessário, até a Corte Suprema.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host