UOL Notícias Notícias
 
30/07/2010 - 17h54

Pauta das principais notícias da AFP

RIO DE JANEIRO, 30 Jul 2010 (AFP) -=== PRINCIPAIS NOTÍCIAS === DETROIT (Estados Unidos): Barack Obama defende seu plano de resgate da indústria automobilística

ROMA: Racha na direita italiana: presidente da Câmara desafia Berlusconi

BOGOTÁ: Guerrilha das Farc estende a mão ao presidente eleito da Colômbia

--- ECONOMIA --- DETROIT, EUA:

Obama defende ajuda feita às montadoras em 2009

=(FOTOS)=

O presidente americano, Barack Obama, fez nesta sexta-feira uma forte defesa de seu plano de ajuda à indústria automobilística durante uma visita a diversas fábricas da região de Detroit, Michigan.

(EUA-eco-auto-política,Prev, a ser transmitida

HAMTRUCK, EUA:

Obama assume volante do novo Chevrolet Volt, veículo ecológico da GM

=(FOTOS)=

O presidente americano Barack Obama percorreu nesta sexta-feira alguns metros ao volante do novo Chevrolet Volt, destaque ecológico da General Motors (GM), durante uma visita a uma fábrica da região de Detroit (Michigan, norte), de acordo com jornalistas que o acompanharam.

(EUA-política-eco-auto,Prev, a ser transmitida)

WASHINGTON:

FMI cumprimenta reformas da Espanha, mas vê recuperação 'frágil'

O Fundo Monetário Internacional (FMI) cumprimentou nesta sexta-feira, em seu relatório anual sobre a Espanha, as reformas iniciadas por esse país, mas advertiu que a recuperação econômica será "frágil", baixando sua previsão de crescimento em 2011 para 0,6% contra 0,9% anteriormente.

(Espanha-finanças-economia-crescimento,Prev, já transmitida)

MILÃO:

Chefe da Fiat sacode Itália ao submeter investimentos à reforma trabalhista

O chefe da Fiat, Sergio Marchionne, deu uma guinada em direção à cultura empresarial anglo-saxã, ao submeter futuros investimentos a uma revisão dos acordos sobre as condições do mercado de trabalho na Itália, com maior flexibilização.

(Itália-eco-auto-social,Prev, 445 palavras, já transmitida)

--- AMÉRICAS --- QUITO:

Colômbia e Venezuela voltam a se chocar em reunião da Unasul

=(FOTOS)=

Colômbia e Venezuela voltaram a se chocar pelas denúncias colombianas de que guerrilheiros se refugiam em território venezuelano, durante a reunião de chanceleres da Unasul realizada na noite de quinta-feira, em Quito, e que deixou na mão dos presidentes do grupo a busca de uma saída para a ruptura das relações entre os dois países.

(Equador-Colombia-Venezuela-Unasul, já transmitida e com acompanhamento)

SANTIAGO:

Chile: a CIA matou o general Prats (chefe da polícia secreta de Pinochet)

O ex-chefe da polícia secreta da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), Manuel Contreras, afirma que foi a CIA americana, e não ele, que deu a ordem para assassinar o general Carlos Prats, ex-comandante do exército e sua esposa, em 1974, em Buenos Aires.

(Chile-justiça-direitos-homem, a transmitir)

MÉXICO:

Emissora deixa tela em preto em protesto contra sequestro de jornalistas

O canal mexicano Televisa, a maior emissora de língua espanola, deixou a tela em preto durante uma hora de transmissão de um programa jornalístico na noite de quinta-feira, em protesto pelo sequestro de quatro jornalistas - dois deles desse canal - por parte do crime organizado.

(México-crime-drogas-imprensa,Nota, já transmitida)

BOGOTÁ:

Farc propõem diálogo com governo eleito da Colômbia

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a guerrilha mais antiga desse país, propôs ao presidente eleito, Juan Manuel Santos, dialogar para buscar uma saída política ao conflito armado, em um vídeo divulgado nesta sexta-feira.

(Colômbia-conflito-guerrilha, Prev, 497 palavras, já transmitida)

--- EUROPA --- ROMA:

Presidente da Câmara italiana desafia Berlusconi

=(FOTOS)=

Gianfranco Fini lançou nesta sexta-feira um desafio a seu ex-aliado Silvio Berlusconi, recusando-se a pedir demissão da Presidência da Câmara dos Deputados e se apresentando como um defensor da "legalidade" na Itália, num momento de deserções nas tropas do governo.

(Itália-política-governo-Berlusconi-Fini, Prev, 422 palavras, já transmitida)

GRENOBLE (França):

Sarkozy endurece o tom sobre a segurança e a imigração

Por Fabrice RANDOUX

O presidente Nicolas Sarkozy declarou nesta sexta-feira "guerra" à criminalidade e anunciou um endurecimento de sua política de segurança e imigração.

(França-violência-segurança,Prev, 515 palavras, já transmitida)

--- OUTRAS NOTÍCIAS --- BEIRUTE:

Presidente sírio e o rei saudita viajam a Beirute para aplacar tensões

=(FOTOS)=

O presidente sírio Bashar al Assad chegou nesta sexta-feira ao Líbano, na primeira visita desde o assassinato do ex-primeiro-ministro Rafic Hariri, na companhia do rei da Arábia Saudita, Abddullah, para uma missão conjunta destinada a aplacar a tensão política no país.

(Libia-Siria-Arabia-diplomacia, 600 palavras, já transmitida)

TEERÃ:

Chefe nuclear iraniano: Irã está disposto a trocar combustível imediatamente

O Irã esté disposto a começar imediatamente negociações com o Grupo de Viena (Estados Unidos, Rúsia e França) sobre a troca de combustível nuclear, declarou nesta sexta-feira Ali Akbar Salehi, chefe da Organização Iraniana de Energia Atômica (OIEA), citado pela agência Mehr.

(Ira-política-nuclear, 550 palavras, já transmitida)

==== SOCIEDADE, ARTES E CIÊNCIAS ====== RHINEBECK, EUA:

Detalhes e boatos sobre o casamento de Chelsea Clinton

O vestido da noiva, os convidaos, a música e até a decoração dos banheiros: o mundo já sabe quase tudo sobre o casamento da filha de Bill Clinton, ou, pelo menos, acha que sabe.

(EUA-política-gente-casamento, 400 palavras, a transmitir)

PODREZOVO (Rússia):

=(FOTO)=

"A cerveja é o que há de melhor (...). Bebemos muito!", conta Sergue¯, com o andar titubeante perto de um lago na periferia de Moscou: como muitos russos, devido à onda de calor tórrido, veio se banhar, com a garrafa na mão, inconsciente do perigo.

(Rússa-saúde-canícula-álcool, Prev, Reportagem, a ser transmitida)

--- CONTATOS --- Chefe do Desk: Solange Dadalti

Tel. +5521 2217 00 25 ramal 302 e 304

Fax. +5521 2262 23 99

Agence France-Presse

Rio de Janeiro, Brasil

AFP

Depois de ter obtido a autorização do chefe da segurança, o presidente entrou em um veículo híbrido (gasolina-eletricidade) nas proximidades da fábrica da GM, em Hamtramck, no subúrbio ao norte de Detroit. Ele colocou o cinto de segurança e partiu com o carro, percorrendo apenas três metros a uma velocidade muito baixa.

"Simpático", comentou o presidente ao deixar o automóvel, que ainda não foi colocado à venda, mas que já simboliza a esperada renovação da gigante da indústria automobilística, salva da quebra em 2009 por uma gigantesca ajuda pública em troca de sua reformulação.

"Não me deixam dirigir", explicou depois Obama aos funcionários da fábrica, referindo-se ao seu serviço de segurança.

A iniciativa de Obama em dirigir o carro ocorreu apenas depois de sua equipe de segurança ter inspecionado o veículo e de ele ter prendido seu cinto de segurança, em um automóvel bem diferente do que está acostumado - a limosine da Casa Branca especialmente blindada.

Depois da visita à fábrica da GM, o presidente passou por uma unidade de produção onde o Jeep Grand Cherokee é fabricado, e confessou que este foi o primeiro carro novo que comprou.

"Até aquele momento, eu só tinha carros usados", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host