UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 15h09

Dissidente cubano José Izquierdo chega ao Chile com família

SANTIAGO, 4 Ago 2010 (AFP) -O dissidente cubano José Ubaldo Izquierdo, um dos 52 presos políticos libertados em julho passado, chegou ao Chile com sua família nesta quarta-feira, procedente de Madri, para iniciar neste país uma nova vida e com "a dor de ter deixado parentes queridos para trás".

Izquierdo, que foi libertado em 22 de julho passado, chegou em um voo da aerolínea LAN na manhã de quarta-feira em companhia de sete membros de sua família: sua mulher Yamilka, seus três filhos, seus sogros e um sobrinho.

No aeroporto de Santiago, Izquierdo e seus familiares foram recebidos pelo chanceler Alfredo Moreno, um dos gestores de sua viagem ao Chile junto do senador opositor Patricio Walker.

"Recebemos você e sua família como mais um de nós. Vão encontrar neste país um lugar para progredir em paz, com oportunidades para seus filhos e com liberdade para caminhar no sentido que vocês quiserem", disse Moreno, em uma coletiva de imprensa em um dos salões do terminal chileno.

Izquierdo, que levava bandeiras de Cuba e do Chile, disse emocionado que sentia "uma alegria transbordante por se encontrar hoje neste grande país; mas também há dor no meu coração sofrido, porque em Cuba deixei uma família extraordinária", relatou.

O dissidente, jornalista de profissão, acusou o governo cubano de impedir a viagem de outros nove membros de sua família.

"Fui vulgarmente enganado pelo governo cubano. Na opressão e no martírio ficaram nove de meus entes queridos, que não sei se poderão sair da chamada 'ilha prisão' do Caribe", completou.

Segundo explicou, seus outros familiares não puderam sair de Cuba "devido às travas impostas pelas autoridades (cubanas), que citaram suspostas limitações do Executivo espanhol quanto ao número de parentes que poderiam viajar com cada preso de consciência".

Izquierdo chegou ao Chile com um visto de residente temporário, mas ele e sua família poderão pedir status de refugiado político neste país.

Ele e sua família participarão de um programa de assistência do governo para os imigrantes, que lhes assegura casa e ajuda econômica mensal de em torno de 800 dólares para sustentar seus gastos com alimentação e vestuário.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host