UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 18h36

EUA: Tesouro rejeita reduções fiscais para mais ricos

WASHINGTON, 4 Ago 2010 (AFP) -O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, descartou categoricamente nesta quarta-feira a ampliação do dispositivo que concede reduções fiscais à faixa mais rica da população, aprovado durante o governo precedente.

"Pedir aos que ganham mais em nossa sociedade para que renunciem à manutenção das reduções de impostos é uma das medidas que devem permitir o retorno à responsabilidade orçamentária em Washington", disse Geithner em discurso na capital americana.

Em Washington, se debate intensamente a questão das reduções de impostos para a faixa mais rica da população concedidas pelo presidente George W. Bush (2001-2009).

As reduções devem expirar no final do exercício fiscal 2010-2011, que tem início no dia 1º de outubro, e o governo já anunciou que não irá renová-las.

Mas os republicanos, visando as eleições de novembro, fazem uma intensa campanha para manter as reduções de impostos para os mais ricos.

Geithner defende as reduções para a classe média adotadas pelo governo de Barack Obama em 2009.

Em sua opinião, manter as reduções para os mais ricos "será um erro que custará 700 bilhões de dólares" no momento em que o país tem um déficit de 1,47 trilhão de dólares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host