UOL Notícias Notícias
 
06/08/2010 - 11h47

Reino Unido e Paquistão tentam intensificar cooperação contra o terrorismo

LONDRES, 6 Ago 2010 (AFP) -O primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, concordaram nesta sexta-feira em "intensificar" a cooperação entre os dois países na luta contra o terrorismo.

"Entre os desafios que devem ser enfrentados por Reino Unido e Paquistão, está a luta contra o terrorismo e a violência extremista. Os dois líderes concordaram que o terrorismo e o extremismo são problemas de escala mundial e devem ser combatidos mediante a intensificação da cooperação, no nível mundial e regional", afirmou um comunicado conjunto divulgado depois de um encontro entre Cameron e Zardari em Chequers (sul), segunda residência oficial do primeiro-ministro britânico.

Os dois chefes de governo ressaltaram a "estreita colaboração" existente entre as polícias e agências de segurança dos dois países, acrescentando que esta cooperação "precisa ser intensificada, e será".

Com esse objetivo, a ministra britânica do Interior, Theresa May, viajará "no outono" ao Paquistão, tanto que Cameron aceitou um convite de Zardari para visitar o país "logo", disse o comunicado, sem dar mais informações.

A viagem de Zardari ao Reino Unido, que começou a terça-feira e terminará durante o fim de semana, esteve a ponto de ser cancelada depois das declarações do primeiro-ministro britânico durante uma visita à Índia, país vizinho e rival do Paquistão.

Cameron acusou na terça-feira o Paquistão de exportar o terrorismo.

Os dois líderes enfatizaram nesta sexta-feira as "relações de longa data (entre Londres e Islamabad), baseadas em interesses comuns e no respeito mútuo", e reafirmaram seu compromisso de "reforçar acima de tudo os vínculos estratégicos e de cooperação".

"É uma amizade que não se romperá nunca, aconteça o que acontecer", disse Zardari à imprensa na saída de Chequers, depois de um encontro de uma hora. "As tempestades vão e vêm, mas Paquistão e Reino Unido continuarão lado a lado e enfrentarão todas as dificuldades com dignidade", completou.

Cameron, por sua vez, citou a "relação inquebrável" entre os dois países e desejou melhoras nos setores comercial, educacional "e também no campo absolutamente fundamental da luta contra o terrorismo".

Downing Street informou que o encontro foi "muito amigável e construtivo", marcado por uma "excelente dinâmica" entre os dois homens, que concordaram em se reunir todos os anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    0,13
    3,171
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,87
    65.667,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host