UOL Notícias Notícias
 
08/08/2010 - 12h12

Médica britânica morta no Afeganistão deixou emprego no centro de Londres

LONDRES, 8 Ago 2010 (AFP) -A cidadã britânica, que estava entre os oito voluntários ocidentais mortos por talibãs no Afeganistão, era uma médica de 36 anos, confirmou a organização para qual ela trabalhava.

A britânica, doutora Karen Woo, fazia parte de um grupo que fornecia ajuda e assistência médica a uma província de Badakhshan, no nordeste do Afeganistão.

Karen, que teria deixado o emprego em uma clínica privada de Londres para ir ao Afeganistão, trabalhava como voluntária para a organização cristã International Assistance Mission (IAM). Mas ela também tinha ligação com o grupo Bridge Afghanistan.

Um funcionário da Bridge Afghanistan, Firuz Rahimi, homenageou-a durante uma entrevista à BBC, declarando: "ela era muito dedicada, muito gentil. (...) Ela amava o país e o povo" afegão.

Firuz Rahimi igualmente confirmou a morte de Karen Woo no blog da Bridge Afghanistan, indicando: "recebemos uma notícia terrível do Afeganistão. Infelizmente, Karen fazia parte do grupo que foi morto enquanto levavam ajuda ao Nuristão".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host