UOL Notícias Notícias
 
08/08/2010 - 14h00

Morte no Afeganistão: Hillary condena um "ato desprezível"

WASHINGTON, 8 Ago 2010 (AFP) -O assassinato de trabalhadores voluntários no Afeganistão, entre eles seis americanos, foi um "ato de violência deliberado e desprezível", afirmou neste domingo a secretária de Estado Hillary Clinton.

"Os talibãs assumiram com orgulho a responsabilidade por esse ato desprezível, de violência gratuita", afirmou em comunicado.

"Estamos sob o impacto da perda dessas pessoas heróicas e generosas. Condenamos nos termos mais enérgicos possíveis o ato insensato", disse.

"Também condenamos a tentativa grosseira talibã de justificar o injustificável pronunciando falsas acusações sobre as atividades do grupo no Afeganistão", acrescentou.

Oito trabalhadores voluntários (seis americanos, uma britânica e uma alemã, assim como dois afegãos) foram mortos a tiros na província de Badakhshan, região do nordeste do Afeganistão.

Os talibãs anunciaram tê-los matado por serem "missionários cristãos".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host