UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 21h33

México: oposição defende legalização das drogas; governo é contra

CIDADE DO MÉXICO, México, 10 Ago 2010 (AFP) -O debate sobre a legalização de algumas drogas no México para tirar poder dos cartéis, cuja violência já fez 28.000 mortos, somou nesta terça-feira as vozes de dois partidos da oposição favoráveis à medida, enquanto o presidente Felipe Calderón questionou novamente sua eficácia.

Jesús Ortega, líder do esquerdista Partido da Revolução Democrática (PRD, terceira força no Congresso) e Arturo Escobar, coordenador, no Senado, do Verde Ecologista (PVEM, quarta força) apoiaram a descriminalização de algumas drogas em um fórum sobre política de segurança convocado por Calderón.

"É preciso tirar valor do negócio das drogas. Isto se consegue, pelo menos o mostra a experiência internacional, com a sua legalização", disse Ortega.

O senador Escobar, do PVEM, sugeriu que "se deveria pensar em legalizar a maconha", a droga de maior consumo e que gera maiores lucros nos Estados Unidos e no México.

No entanto, Beatriz Paredes, líder do Partido Revolucionário Institucional (PRI), que governou o México por mais de 70 anos, e tem a maioria relativa no Congresso, controla a maior parte dos governos estaduais e cuja postura seria determinante, evitou o debate.

"O tema da legalização das drogas é um instrumento de polarização", limitou-se a afirmar Paredes, questionando o fato de que este tipo de fórum possa traduzir-se em estratégias concretas.

A legalização de algumas drogas tem sido debatida no México desde pelo menos 2005, com episódios de diferente intensidade.

Na semana passada, o debate sobre o tema ressurgiu, justamente com uma proposta de organizações não-governamentais e de intelectuais, nos primeiros fóruns convocados por Calderón.

No debate, organizações como o México Unido contra a Delinquência o apresentaram como um mecanismo para enfraquecer o poderio dos cartéis das drogas, o qual reside nos lucros milionários do mercado negro de entorpecentes.

No fim de semana, o ex-presidente Vicente Fox, do PAN, entrou na discussão, pronunciando-se a favor da legalização, com a mesma tese.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host