UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 12h50

OMS declara o fim da gripe suína

GENEBRA, 10 Ago 2010 (AFP) -A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta terça-feira o fim da pandemia de gripe suína, mais de um ano depois do pânico causado quando a doença começou a se espalhar pelo mundo, deixando um número considerável de mortos.

"O mundo não está mais na fase seis do alerta de pandemia. Estamos entrando na fase pós-pandemia", declarou Margaret Chan, diretora geral da OMS.

"O novo vírus H1N1 já concluiu seu ciclo", acrescentou.

A etapa mais alta da escala de alerta da OMS, que tem seis níveis, corresponde a uma pandemia - ou quando uma doença se espalha de maneira global.

O anúncio segue a recomendação expressa nesta terça-feira por um comitê da OMS, formado por 15 cientistas liderados pelo especialista australiano John Mackenzie.

O balanço mensal de vítimas da pandemia manteve-se abaixo de 200 nos últimos três meses, em coparação aos 2.000 e 4.000 ainda registrados no começo do ano,

"Manter a vigilância é extremamente importante", advertiu Chan, estimando que a 'sorte' também colaborou para conter a pandemia de H1N1.

A gripe H1N1 matou mais de 18.448 pessoas, e afetou 214 países e territórios desde sua detecção no México e nos Estados Unidos, em abril de 2009, de acordo com dados da OMS.

O novo vírus se espalhou rapidamente pelo mundo, apesar de todas as medidas de contenção tomadas pelos governos. No México, as autoridades chegaram a decretar o fechamento do comércio e de instituições de ensino por uma semana. No dia 11 de junho, a OMS declarou alerta de pandemia.

Milhões de dólares foram gastos no desenvolvimento de vacinas para prevenir a infecção, enquanto temores acerca de uma mutação do H1N1 começavam a se espalhar nos dois hemisférios do planeta.

As preocupações, no entanto, arrefeceram já no fim de 2009, sendo gradualmente substituídas por críticas dirigidas ao volume dos custos gerados pelas medidas de prevenção e combate à pandemia. Até hoje, boa parte das milhões de doses de vacinas produzidas em caráter de urgência sequer foram utilizadas, e analistas criticam a paranoia gerada pela doença.

Duas semanas atrás, a Holanda anunciou que destruiria mais de 17 milhões de doses da vacina estocadas em dependências do ministério a Saúde, jamais usadas e prestes a expirar.

Para combater as críticas, a OMS montou um painel de especialistas para analisar o monumental esquema de combate prevenção montado contra a gripe suína. As conclusões da comissão devem ser divulgadas no começo do ano que vem.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,70
    3,280
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h52

    -1,71
    61.570,60
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host