UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 18h19

EUA apoiam a Argentina na busca de justiça por atentado contra a AMIA

WASHINGTON, 11 Ago 2010 (AFP) -A secretária de Estado, Hillary Clinton, demonstrou nesta quarta-feira o apoio dos Estados Unidos à Argentina, que pede ao Irã o traslado dos suspeitos do atentado de 1994 contra a mutual israelita de Buenos Aires.

Depois de receber o chanceler argentino, Héctor Timerman, no Departamento de Estado, Hillary afirmou à imprensa que "a Argentina foi vítima de ataques terroristas em seu próprio solo, pelo que apoiamos sua busca de justiça para esses atos trágicos e deploráveis".

"Argentina e Estados Unidos cooperam de perto na luta contra o terrorismo", acrescentou.

A Argentina havia emitido ordens de captura contra o atual ministro iraniano da Defesa, Ahmed Vahidi; assim como contra outros cinco iranianos e um libanês, aos quais acusa de planejar e executar o ataque contra a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA).

O atentado contra a AMIA deixou 85 mortos e 300 feridos, tendo sido o segundo ataque antissemita na Argentina, onde dois anos antes um carro-bomba reduziu a escombros a Embaixada de Israel, fazendo 22 mortos e 200 feridos.

Hillary Clinton também saudou a "liderança da Argentina na não proliferação" de armas atômicas, ao anunciar que o país acolherá reunião preparatória da próxima cúpula nuclear, prevista para 2012 na Coreia do Sul, depois da realizada em abril em Washington.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h00

    0,32
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h02

    1,75
    63.761,95
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host