UOL Notícias Notícias
 
14/08/2010 - 08h17

Paquistão confirma caso de cólera

ISLAMABAD, 14 Ago 2010 (AFP) -A comunidade internacional teme a ameaça de epidemias entre as 20 milhões de pessoas afetadas pelas inundações no Paquistão, após a confirmação de um caso de cólera, enquanto o país aguarda a visita do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

"As inundações afetaram 20 milhões de pessoas e destruíram plantações e estoques de alimentos no valor de bilhões de dólares, o que representa uma perda colossal para nossa economia", afirmou o primeiro-ministro, Yusuf Raza Gilani, em um discurso à nação neste sábado.

"Faço um apelo à comunidade internacional para que nos estenda a mão para lutar contra esta calamidade", completou.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, deve desembarcar à noite no Paquistão, onde conversará sobre os esforços de ajuda com as autoridades do governo e visitará as áreas devastadas pelas inundações, segundo o porta-voz da chancelaria paquistanesa, Abdul Basit.

A ONU pediu 460 milhões de dólares de ajuda urgente para as vítimas, em particular seis milhões de pessoas que precisam de auxílio humanitário imediato.

Esta é considerada a maior catásfrofe natural da história do Paquistão.

A ONU anunciou a morte de 1.600 pessoas, mas Islamabad confirmou 1.384 óbitos até o momento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host