UOL Notícias Notícias
 
15/08/2010 - 15h09

Santuário de Lourdes evacuado por falso alerta de bomba

LOURDES, França, 15 Ago 2010 (AFP) -Quase 30.000 peregrinos foram retirados neste domingo do santuário de Lourdes (sudoeste da França), onde é celebrada a Festa da Assunção da Virgem Maria, após um alerta de bomba que a polícia descobriu ser falso.

Os diversos edifícios do santuário, o segundo local mais visitado no mundo depois de Roma, foram inspecionados pela polícia, que não encontrou nenhum rastro de explosivo.

"O alerta foi recebido na delegacia de polícia e anunciava que quatro bombas explodiriam às 15H00 (10H00 de Brasília) na área dos santuários", afirmou à AFP o diretor do serviço de imprensa dos santuários, Pierre Adias.

"A ligação foi feita às 12H00 (7H00 de Brasília) de uma cabine telefônica por um homem com forte sotaque acento 'mediterrâneo' (sul da França), que parecia bastante determinado", declarou à AFP o prefeito dos Altos Pirineus, René Bidal.

"Tivemos que levar a ameaça a sério", completou.

O porta-voz do santuário disse que 30.000 pessoas estavam neste domingo na área da gruta de Lourdes, por ocasião da festa da Assunção, a subida ao céu da Virgem Maria, que é celebrada em 15 de agosto.

Uma mensagem que pedia aos peregrinos para deixar o santuário foi difundida em seis idiomas e a retirada aconteceu de maneira ordenada.

Lourdes, uma cidade de 15.000 habitantes, que fica ao pé dos Pireneus, recebe a cada ano quase seis milhões de visitantes de todo o mundo.

Segundo a Igreja Católica, Lourdes é o local das aparições da Virgem Maria a Bernadette Soubirous há 152 anos. Desde o reconhecimento oficial das aparições, 230 milhões de pessoas peregrinaram até os Altos Pirineus.

O santuário de Lourdes já havia sido cenário em 27 de outubro de 2002 de uma ameaça de bomba, também falsa.

Em 12 de agosto de 1983, uma explosão destruiu uma estátua do caminho da cruz, dois dias antes da visita do Papa João Paulo II.

O santuário ocupa 52 hectares e é composto por 22 locais de culto e dois centros médicos.

Ao redor da gruta, local da suposta aparição, foram construídas três basílicas, assim como várias capelas e igrejas.

Os outros locais simbólicos do santuário são a esplanada onde acontecem as procissões, as piscinas onde os doentes se banham com a esperança de cura e as fontes por onde corre a água proveniente da gruta.

A cada ano são registrados 400.000 banhos nas piscinas alimentadas com a água da fonte da gruta e são deixadas 750 toneladas de velas.

Além disso, são celebradas 52 missas por dia em vários idiomas entre abril e outubro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,21
    3,272
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host