UOL Notícias Notícias
 
15/08/2010 - 15h58

Suposto "assssino da Craigslist" comete suicídio

BOSTON, EUA, 15 Ago 2010 (AFP) -O estudante de Medicina Philip Markoff, preso em Boston pelo assassinato de uma mulher com a qual entrou em contato pela rede on-line Craigslist, cometeu suicídio em sua cela, informou a polícia.

Markoff, de 24 anos, "foi encontrado inerte e declarado morto às 10H17 de domingo" (11H17 de Brasília), informa um comunicado conjunto da promotoria e da polícia do condado de Suffolk (Massachusetts).

"Se trata aparentemente de um suicídio", completa o texto, que também informa a abertura de uma investigação.

"Markoff estava sozinho em sua cela e todas as provas recolhidas até o momento indicam que tirou a vida", acrescenta o comunicado.

O jovem estava detido desde o ano passado à espera de julgamento, indiciado pelo assassinato da prostituta Julissa Brisman, 25 anos, em 14 de abril de 2009.

O caso ficou conhecido como o "assasino da Craigslist" e foi acompanhado pela imprensa americana a partir do momento em que Brisman foi encontrada morta em um quarto do hotel Boston Marriott.

O estudante foi indiciado pela morte de Brisman com uma coronhada e três tiros no peito.

A vítima oferecia massagens eróticas no popular site de anúncios Craigslist, onde são oferecidos desde móveis e casas até serviços de babá.

Markoff havia se declarado inocente e desde então aguardava o julgamento, previsto para janeiro de 2011.

Ele foi preso depois que a polícia divulgou imagens feitas pelas câmeras de segurança de uma pessoa deixando o hotel, o que gerou centenas de pistas antes da detenção.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host