UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 13h43

Avião atingido por um raio se parte na Colômbia: um morto e 120 feridos

BOGOTÁ, 16 Ago 2010 (AFP) -Um avião comercial com 131 passageiros partiu-se em três pedaços ao aterrissar numa ilha caribenha depois de ser atingido por um raio, causando a morte de uma passageira e ferimentos em mais de 120, o que foi classificado de milagre pelas autoridades.

A aeronave da companhia colombiana Aires, que fazia a rota Bogotá-ilha de San Andrés (norte), foi atingida por um raio em meio a uma forte tempestade tropical, faltando menos de 80 metros para tocar em terra, e, ao se chocar com a pista, perdeu os motores e se partiu em três pedaços, segundo a Aeronáutica Civil.

No avião havia quatro passageiros brasileiros que saíram ilesos do acidente.

"O piloto contou que, faltando penas 80 metros para a cabeceira da pista, o raio atingiu o avião, e ele perdeu o controle da aeronave", explicou o general Orlando Paéz Barón, diretor de segurança áerea da Polícia Nacional.

"Fui informado que a perícia do piloto evitou que a aeronave saísse da pista", acrescentou.

"Devido ao impacto, os motores se desprenderam e o avião se partiu em três segmentos", declarou ainda.

Pedro Gallardo, governador da ilha de San Andrés, classificou o ocorrido de milagre. "Damos graças ao Todo-Poderoso pelo milagre que concedeu a este belo arquipélago", comentou.

"O comandante, o copiloto e toda a tripulação, graças a Deus, estão a salvo. Estamos na clínica onde um grande número de passageiros foi tratado, todos, absolutamente todos, for de perigo, mas com ferimentos em diversos graus", contou o governador à Rádio Caracol.

O acidente deixou uma passageira morta e mais de 120 feridos, cinco deles com gravidade, entre eles duas crianças, indicou, por sua vez, o coronel Ronald Tascón, diretor de operações da Aerocivil, acrescentando que no avião havia quatro passageiros brasileiros.

A única vítima mortal do acidente, no entanto, morreu devido a uma parada cardíaca, segundo informaram fontes oficiais.

"A Aeronáutica Civil - entidade estatal reguladora do setor na Colômbia - e a companhia aérea Aires, lamentam profundamente a morte da sra. Amar Fernández, de 73 anos, que faleceu num centro hospitalar por causa de uma parada cardíaca", informou um comunicado divulgado em Bogotá.

Robert Sánchez, diretor do centro médico Caprecom, na ilha de San Andrés, explicou aos jornalistas que a passageira saiu com vida do acidente, mas, quando era transferida, sofreu um infarto e faleceu.

O comunicado da polícia afirma ainda que, depois do acidente, os passageiros ficaram literalmente espalhados pela pista.

A aeronave, um Boeing 737-700 de matrícula HK 4682, partiu de Bogotá e aterrisou em San Andrés duas horas depois, em condições de pouca visibilidade, segundo os controladores de voo da ilha.

"Até que começou a descer íamos bem (...), depois não posso dizer, porque recebemos o golpe", contou à rádio Caracol Heriberto Rúa, um passageiros que sobreviveu ao acidente, junto com a esposa e os cinco filhos, todos com ferimentos leves.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host