UOL Notícias Notícias
 
16/08/2010 - 07h26

Paquistão: 3,5 milhões de crianças ameaçadas por doenças após inundações

ISLAMABAD, 16 Ago 2010 (AFP) -Um total de 3,5 milhões de crianças estão expostas a um alto risco de doenças mortais transmitidas pela água no Paquistão, em consequência das inundações que devastaram parte do país, informou nesta segunda-feira a ONU.

"Até 3,5 milhões de crianças estão fortemente expostas ao risco de enfermidades hídricas mortais ligadas à diarreia, como a disenteria", afirmou Maurizio Giuliano, porta-voz do Escritório de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA), que citou ainda os riscos de hepatite A e E, além de febre tifoide.

Giuliano também afirmou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) se prepara para tratar dezenas de milhares de pessoas no caso de uma epidemia de cólera.

"A OMS se prepara para ajudar até 140.000 pessoas no caso de cólera, mas o governo não nos informou nenhum caso confirmado", completou, depois do anúncio no sábado de um primeiro caso da doença.

"Nossa principal preocupação é a água e a saúde. Uma água limpa é essencial para evitar as enfermidades hídricas. Durante as inundações, a água foi fortemente contaminada".

Segundo o OCHA, o Paquistão pode sofrer uma "segunda onda de mortes" se não receber mais ajuda.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host