UOL Notícias Notícias
 
18/08/2010 - 17h59

Funcionário da Fundação Mandela confirma ter guardado diamantes de Naomi

JOHANNESBURGO, 18 Ago 2010 (AFP) -Um funcionário da Fundação Nelson Mandela demitiu-se após admitir ter guardado diamantes brutos entregues pela modelo Naomi Campbell, anunciou nesta quarta-feira a associação beneficente sul-africana.

Jeremy Ratcliffe, que trabalhava para o Fundo de Ajuda à Infância de Nelson Mandela (NMCF), se demitiu 12 dias após admitir ter guardado os diamantes durante cerca de dez anos. As pedras teriam sido um presente do ex-presidente da Libéria, Charles Taylor, que atualmente é julgado por crimes contra a humanidade em Haia.

Ratcliffe só os entregou na semana passada à polícia sul-africana, que tenta identificar a origem das pedras.

Ele admitiu ter guardado os três pequenos diamantes oferecidos pela top-model, 'uma amiga', no Trem Azul (trem de luxo que liga Johannesburgo e a Cidade do Cabo) no dia 26 de setembro de 1997.

Naomi queria doar os diamantes para o fundo, mas Ratcliffe disse não querer envolver a instituição em eventuais atividades ilegais.

Segundo o comunicado da NMCF desta quarta-feira, Jeremy Ratcliffe "lamenta" não ter informado a associação e por ter agido desta forma, pedindo desculpas por ter prejudicado a reputação da Fundação Mandela.

O Tribunal Especial para Sierra Leoa (TSSL) em Haia não irá chamá-lo como testemunha.

A modelo afirmou recentemente em seu depoimento, durante o processo do antigo presidente da Libéria, ter recebido os diamantes na noite seguinte ao jantar de caridade organizado em 1997, na Cidade do Cabo, pelo ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, onde também estava Charles Taylor.

A acusação no TSSL quer demonstrar que Charles Taylor, 62 anos, mentiu ao afirmar que jamais teve posse de diamantes brutos.

O ex-presidente da Libéria se diz inocente de onze crimes, que incluem assassinatos, estupros e alistamento de crianças-soldados durante a guerra civil em Serra Leoa, que fez 120 mil mortos.

Taylor, cujo processo foi aberto em janeiro de 2008, é acusado de ter dirigido secretamente os rebeldes do RUF durante a guerra civil (1991-2001), fornecendo armas e munição em troca de "diamantes de sangue".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h19

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h30

    -0,42
    62.988,68
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host