UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 12h03

Avião que caiu na China era caça norte-coreano

PEQUIM, 19 Ago 2010 (AFP) -O avião que caiu no nordeste da China esta semana é uma aeronave militar da Coreia do Norte, informou a agência oficial Xinhua nesta quinta-feira.

Investigadores descobriram que a queda do avião que se acidentou em Fushun, na província de Liaoning, foi causada por falha mecânica, indicou a Xinhua, citando fontes não identificadas do governo.

O piloto se perdeu de sua rota devido a uma falha mecânica não especificada e entrou em território chinês, segundo a agência chinesa.

"A aeronave caiu em uma cabana desocupada; nenhum chinês se feriu ou morreu. O piloto morreu no local", informou a Xinhua.

China e Coreia do Norte "alcançaram um consenso em relação a como lidar com as consequências do acidente" - que Pyongyang lamentou.

A agência sul-coreana Yonhap citou uma fonte não identificada na quarta-feira para informar que o piloto da aeronave - possivelmente um caça MiG-15 da era soviética - pode ter se perdido ao tentar fugir da Coreia do Norte em direção à Rússia.

Aliada de Pyongyang, a China tem um pacto de repatriação com a Coreia do Norte, motivo pelo qual o piloto teria decidido ir para a Rússia.

Supostas fotos do avião acidentado, publicadas na internet, mostram o que parece ser um caça com a bandeira norte-coreana pintada na lateral.

Especialistas militares sul-coreanos afirmam ser um MiG-21, citando informações de radar da força aérea, que registraram o momento em que a aeronave decolou de uma base na cidade norte-coreana de Sinuiju, perto da fronteira com a China.

"Imagens de radar mostram a aeronave norte-coreana levantando voo da base aérea em Sinuiju", indicou um oficial em Seul, que pediu anonimato. "De acordo com estas imagens, parece ser um MiG-21".

O número de soldados norte-coreanos desertores aumentou nos últimos meses - o que, de acordo com a Yonhap, coincide com um agravamento da falta de comida no país.

A agência sul-coreana informou ainda que autoridades chinesas, escoltadas por 100 policiais armados, desmontaram o que sobrou do caça acidentado e transportaram as peças para um local não identificado.

Testemunhas dizem ter visto a aeronave voar em círculos algumas vezes sobre o vilarejo onde moram antes de cair.

"Nunca tinha visto um avião voar tão baixo em toda a minha vida. Achei que estivesse em uma missão de treinamento, mas de repente caiu no chão", disse um dos habitantes à Yonhap.

A Coreia do Norte não comentou o acidente, ocorrido na terça-feira. No entanto, vangloriou-se nesta quinta-feira de seu "invencível" poder militar aéreo.

A força aérea da Coreia do Norte evoluiu para tornar-se "uma força armada revolucionária invencível" desde sua fundação, em 1947, publicou a Korean Central News Agency.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host