UOL Notícias Notícias
 
19/08/2010 - 15h18

Sonda não chega a mineiros soterrados há duas semanas no Chile

SANTIAGO, 19 Ago 2010 (AFP) -A sonda que chegou ao nível onde acreditava-se que estivessem presos os 33 mineiros há exatas duas semanas em uma mina no norte do Chile não fez contato com eles, confirmou o presidente Sebastián Piñera, deixando pessimistas os parentes das vítimas que acompanham esta complexa operação de resgate.

A perfuradora chegou durante a manhã desta quinta-feira a 730 metros de profundidade, mas não encontrou o refúgio onde acreditava-se que pudessem estar os mineiros caso ainda estivessem vivos.

"Lamentavelmente, a sonda mais avançada não fez contato com os mineiros", disse Piñera nesta quinta-feira em Santiago.

"Estávamos muito esperançosos. Lamentavelmente, não foi feito contato. Não chegou ao alvo", acrescentou o mandatário.

As autoridades atribuem a nova tentativa frustrada a um desvio da máquina de sondagem devido a imprecisões na topografia.

Durante a noite de quarta-feira aumentou a esperança de que as equipes de resgate conseguissem entrar em contato com os mineiros, depois da notícia de que uma das nove máquinas de sondagem ou perfuradoras estava a poucos metros de alcançar o nível onde há um refúgio onde poderiam estar.

O avanço renovou as esperanças dos familiares dos mineiros, que fazem vigília próximo à jazida desde 5 de agosto, quando um primeiro deslizamento sepultou os trabalhadores.

Mas depois das declarações de Piñera, o pessimismo voltou a reinar no acampamento instalado pelos familiares nas imediações da mina localizada em pleno deserto do Atacama, cerca de 800 km ao norte de Santiago.

"Estamos frustrados", reconheceu María Segovia, parente de um dos mineiros à imprensa local, depois de saber que o contato não havia sido obtido contato. Os trabalhos de resgate foram complexos. Dois dias depois do primeiro deslizamento, outros foram registrados no interior da mina, tapando um ducto de ventilação por onde as equipes tentavam um resgate direto dos mineiros.

Depois ocorreu uma série de problemas nos trabalhos de sondagem, que atrasaram a operação.

Os 33 mineiros estão presos na jazida San José, onde são explorados cobre e ouro no deserto do Atacama.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host