UOL Notícias Notícias
 
21/08/2010 - 10h39

Obama pede a republicanos que apóiem limites a aportes de empresas em campanhas

WASHINGTON, 21 Ago 2010 (AFP) -O presidente americano, Barack Obama, pediu este sábado aos líderes republicanos no Congresso que apóiem um projeto de lei que visa a reduzir o papel das grandes corporações e das entidades estrangeiras nas eleições nacionais.

"Isto não deveria ser assunto democrata ou assunto republicano", disse Obama em seu discurso semanal por rádio.

"Este é um tema de se teremos ou não uma democracia que funciona para os americanos comuns - um governo de, por e para o povo", acrescentou.

O presidente fez menção a uma decisão histórica, tomada pela Suprema Corte dos Estados Unidos, segundo a qual as corporações poderão usar livremente seus recursos para financiar anúncios de campanha a favor ou contra um potencial candidato.

A Corte se pronunciou, invocando a primeira emenda da Constituição, em vigor há mais de 200 anos, e que eleva a liberdade de expressão a um valor fundamental dos Estados Unidos.

Obama disse que a decisão permitiu às grandes empresas gastar quantidades ilimitadas de dinheiro para influenciar em eleições no país sem ter que revelar quem está por trás da iniciativa.

O presidente acrescentou que o Congresso está considerando uma proposta bipartidária que demandaria das empresas anunciantes de mensagens políticas revelar quem financia suas atividades.

Mas os líderes republicanos no Congresso impediram que o projeto chegasse, inclusive, a ser votado, disse o presidente.

"Isto só pode significar que os dirigentes do outro partido querem manter o público na escuridão", argumentou Obama.

"Eles não querem que você saiba quais interesses estão pagando os anúncios. As únicas pessoas que não querem revelar a verdade são as que têm algo a esconder", afirmou.

Obama disse que seu governo não podia permitir o que chamou de "aquisição empresarial da nossa democracia".

"Desafiemos todos os funcionários eleitos que se beneficiam destes anúncios a defender esta prática ou se unir a nós para detê-la", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host