UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 10h47

Atentado no Paquistão mata 20 pessoas

PESHAWAR, Paquistão, 23 Ago 2010 (AFP) -Pelo menos 20 pessoas, entre elas um ex-deputado islâmico, morreram nesta segunda-feira em um atentado suicida no Waziristão do Sul, um reduto dos talibãs aliados da Al-Qaeda no Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão.

"Vinte pessoas morreram e há mais de 40 feridos", afirmaram fontes do governo local. Entre os feridos, muitos estão em situação grave.

A explosão, que aconteceu na cidade de Wana, matou Noor Mohamed, um ex-deputado do partido islâmico ligado a alguns setores talibãs, Yamiat Ulema-e-Islam.

Um sobrinho de Noor Mohamed confirmou a morte do tio no atentado.

O ex-deputado estava com outras pessoas diante de uma mesquita, quando a bomba explodiu e provocou grandes danos no templo.

Moradores da área afirmaram que Noor Mohamed era um influente personagem público, com participação em várias negociações entre talibãs e o governo paquistanês.

O Waziristão do Sul é o principal reduto do Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP), responsável por uma onda de atentados que deixou milhares de mortos.

O TPP, autor de uma onda de atentados que deixou mais de 3.570 mortos no Paquistão em três anos, foi acusado pelo governo dos Estados Unidos de ter planejado o atentado frustrado com carro-bomba em Nova York em maio.

Em 10 de agosto, o TTP pediu ao governo paquistanês que recusasse a ajuda americana aos habitantes afetados pelas inundações que devastam o país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host