UOL Notícias Notícias
 
23/08/2010 - 08h00

Ministro francês disposto a discutir com cardeal expulsões de ciganos

PARIS, 23 Ago 2010 (AFP) -O ministro francês do Interior, Brice Hortefeux, anunciou nesta segunda-feira que se dispõe a receber o presidente da conferência episcopal, cardeal André Vingt-Trois, depois das críticas feitas pela Igreja católica contra a expulsão de ciganos da França.

O cardeal Vingt-Trois respondeu rapidamente ao convite do ministro, declarando à AFP que estava "disposto" a reunir-se com Hortefeux "nas próximas semanas".

"Estou disposto a receber - se ele assim o desejar - o presidente da conferência episcopal, cardeal Vingt-Trois, acompanhado por quem quiser", indicou Hortefeux na rádio Europe 1.

"Se algumas pessoas querem me ver, eu as receberei com muito gosto para ouvir o que têm para me dizer", acrescentou Hortefeux, ao ser interrogado sobre as críticas feitas no domingo pelo papa Bento XVI e por membros da Igreja francesa.

Os comentários do Vaticano contra a decisão do governo francês de expulsar ciganos foram destaque na imprensa da França nesta segunda-feira. Um padre chegou a dizer que "reza para que o presidente Nicolas Sarkozy tenha um ataque cardíaco".

"O papa, o arcebispo e um sacerdote, sem papas na língua, disseram nos últimos dias que as medidas coletivas de expulsão de ciganos da França não correspondem ao ideal de fraternidade do cristianismo", afirmou um editorial do jornal L'Alsace.

O padre Arthur, conhecido defensor dos ciganos, autor da declaração sobre Sarkozy, pediu desculpas no próprio, afirmando que não deseja "a morte do presidente", mas sim que "Deus fale ao seu coração". A imprensa, no entanto, o transformou em símbolo da insatisfação "das bases da Igreja".

"A vergonha nacional que constitui a política do governo em relação aos ciganos fez o Papa tremer", escreveu o jornal Courrier Picard.

Mais moderado, o jornal católico La Croix destacou que Bento XVI exortou peregrinos franceses a receber pessoas de qualquer origem, mas que não fez o apelo a fiéis em outros países.

"Podemos interpretar isso como uma alusão aos debates suscitados na França pelo endurecimento da política governamental em relação aos estrangeiros e aos ciganos", estimou o La Croix.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    0,17
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h48

    0,14
    63.344,73
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host